Exclusivo edição impressa

Viveu 43 anos em cadeira de rodas por erro no diagnóstico médico

Viveu 43 anos em cadeira de rodas por erro no diagnóstico médico

Ao chegar à pacata vila do Alandroal - a meio caminho entre Évora e a fronteira - é fácil descobrir o homem da terra que hoje conduz depois de passar 43 anos numa cadeira de rodas.

Basta perguntar por Rufino. "É o que tomou um medicamento para a asma e saltou logo da cadeira de rodas", dizem os locais. Podia ser um mito, mas é real.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.