estremoz

Casa-abrigo abre em Setembro

Casa-abrigo abre em Setembro

A Santa Casa da Misericórdia de Estremoz conseguiu chegar a acordo com a Segurança Social, após três anos de espera, para abrir uma casa-abrigo para mulheres vítimas de violência doméstica.

O responsável da Santa Casa da Misericórdia de Estremoz, José Alves Marçal, explicou à Agência Lusa que já foram superados com a Segurança Social "os constrangimentos e condicionantes existentes", sobretudo de "ordem financeira", que impediam a abertura da unidade.

O provedor lembrou que a instituição tem a casa pronta a funcionar há quase três anos, mas a sua abertura estava dependente da assinatura de um protocolo com a Segurança Social.

Segue-se um protocolo com o Centro Distrital de Évora do Instituto de Segurança Social para que sejam garantidas as contratações de uma equipa técnica e de pessoal auxiliar para o funcionamento da casa-abrigo.

Segundo José Alves Marçal, a casa-abrigo, que pode acolher um total de 15 mulheres maltratadas e filhos que se encontrem a seu cuidado, abre a 01 de Setembro.

A funcionar num edifício da Misericórdia de Estremoz, a casa-abrigo pretende contribuir para a "reintegração social das utentes", através de apoio psicológico, de formação profissional e de outras actividades, entre as quais o trabalho.

ver mais vídeos