mau tempo

Chuva e granizo causam mais de 50 inundações no Alentejo

Chuva e granizo causam mais de 50 inundações no Alentejo

Cerca de 30 inundações em casas e vias públicas e a queda de um teto falso, que obrigou ao encerramento de um supermercado, foram as consequências da forte chuvada deste sábado na cidade de Évora, segundo os bombeiros. O mau tempo atingiu o Alentejo mas Évora foi a zona mais afetada.

No distrito de Évora, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) contabilizou, durante a tarde, um total de 44 pequenas inundações e a queda de quatro árvores e de parte do teto falso de um supermercado, sem danos pessoais.

Os concelhos do distrito mais afetados pela forte chuvada, que chegou a ser acompanhada por granizo, foram Évora (com 27 das inundações), Arraiolos, Alandroal, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Mourão, Montemor-o-Novo e Viana do Alentejo.

Para socorrer todas estas situações, foram mobilizados 188 operacionais, auxiliados por 66 veículos, entre meios dos bombeiros PSP, GNR e serviços municipais de Proteção Civil.

De acordo com os bombeiros, caiu parte do teto falso de um supermercado, sem causar danos pessoais, mas causando uma inundação que levou os responsáveis a encerrar o estabelecimento ao público.

A chuva intensa, acompanhada da queda de granizo, que deixou muitas ruas cobertas de branco, fustigou a zona de Évora, sensivelmente, entre as 13 e as 13.30 horas.

Em várias rotundas e artérias da cidade, a chuva forte formou lençóis de água, obrigando a desvios do trânsito.

Segundo Joaquim Piteira, algumas das inundações, que ocorreram sobretudo nos bairros da Malagueira, António Sérgio, Corunheiras, Bacelo e Torregela, deveram-se ao facto de o granizo ter entupido os sistemas de escoamento.

Além do estabelecimento comercial, obrigado a fechar portas após a queda de parte do teto falso, a chuva intensa provocou também uma inundação num outro supermercado da cidade, causando igualmente prejuízos materiais, relatou a fonte do CDOS.

Quanto ao trânsito, segundo fonte policial, várias artérias da cidade estiveram temporariamente intransitáveis.

Outras Notícias