Iniciativa

Grupo de cidadãos organiza concentração pela liberdade em Évora

Grupo de cidadãos organiza concentração pela liberdade em Évora

Um grupo de cidadãos está a organizar uma "concentração pela liberdade" na próxima sexta-feira, em Évora, no dia em que o partido Chega realiza uma manifestação, na cidade, com o mote "contra a hipocrisia do racismo para esconder a corrupção".

Segundo Bento Anastácio, um dos responsáveis da iniciativa, este evento "não é uma manifestação contra a marcha nem contra o Chega. É uma concentração de cidadãos, pela liberdade e pela dignidade da cidade e das pessoas".

"Andar um bando de fascistas pelas ruas da cidade de Évora é um desrespeito e uma ofensa. A escolha da cidade de Évora por parte do senhor Ventura foi uma provocação aos democratas e à democracia que se vive na nossa cidade", defende.

"Entre as 17 e as 20 horas iremos estar na Praça do Giraldo, onde haverá um microfone onde cada um poderá cantar, dizer poesia. Haverá performances, todo o tipo de atividades culturais, algo que os fascistas não gostam", frisou.

Questionado sobre o número de pessoas que estarão presentes na concentração, Bento Anastácio diz não ter um número exato. "Há pessoas que vêm do Porto" e acrescenta "Trata-se de uma concentração pacífica, na qual serão cumpridas todas as regras impostas pela Direção-geral da Saúde e pela situação de contingência, no âmbito da pandemia da covid-19".

A marcha do partido de André Ventura, denominada "contra a hipocrisia do racismo para esconder a corrupção", vai decorrer a partir das 19 horas, com partida nas Portas da Lagoa e chegada à Praça do Giraldo

Ao que o JN conseguiu apurar, junto da assessora de imprensa do Chega, "André Ventura irá participar em toda a marcha".

A manifestação do partido de André Ventura realiza-se na véspera do início da Convenção Nacional do partido, que vai ocorrer, nos dias 19 e 20 deste mês, na Quinta Nova do Degebe, em Évora.

Outras Notícias