O Jogo ao Vivo

Pandemia

Médicos do Luxemburgo são "muito bem-vindos" ao Hospital de Évora

Médicos do Luxemburgo são "muito bem-vindos" ao Hospital de Évora

Durante a próxima semana o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) vai passar a contar com dois médicos e dois enfermeiros do Luxemburgo, que vão reforçar a equipa dos cuidados intensivos covid. A notícia foi recebida com grande satisfação pelo Conselho de Administração (CA) da unidade hospitalar.

"A equipa é muito bem-vinda. Demonstra uma grande solidariedade internacional para lutar contra esta pandemia que afeta todos e que temos de ultrapassar", diz ao JN a presidente do CA, Maria Filomena Mendes, reagindo ao anúncio do Governo de que aceitou a disponibilidade do Luxemburgo e da França para ajudar Portugal.

"No dia de hoje, o HESE tem 12 doentes nos cuidados intensivos (UCI), restando uma cama. Atualmente temos duas UCIs, com níveis diferentes, uma com oito e outra com cinco camas, num total de 19. Caso seja necessário temos ainda a possibilidade de abrir novas camas", explicou a responsável. Contudo deixa um alerta: "Para abrirmos novas camas, não basta ter os equipamentos, é preciso também ter médicos e enfermeiros disponíveis", defendeu Maria Filomena Mendes.

Relativamente à enfermaria, estão internados 49 doentes, existindo ainda 60 camas disponíveis.

Neste momento., o hospital está a registar um decréscimo no número de doentes internados em enfermaria e em UCI. "Em novembro e em dezembro a situação esteve bastante complicada. Tivemos que solicitar ao INEM que transportasse doentes para outros hospitais, como Beja, Elvas e Portalegre. Nunca recusamos o internamento de doentes", referiu.

A equipa de médicos e enfermeiros que vem do Luxemburgo deverá ficar 15 dias em Portugal.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG