Covid-19

Vereador da Câmara de Évora hospitalizado e restante equipa em isolamento

Vereador da Câmara de Évora hospitalizado e restante equipa em isolamento

O vereador da Cultura da Câmara de Évora está internado no hospital da cidade com o vírus da covid-19 e os outros elementos da gestão CDU do município, incluindo o presidente, estão a cumprir isolamento profilático.

Segundo disse à agência Lusa o presidente do município, Carlos Pinto de Sá, o responsável pelo pelouro da Cultura da autarquia, Eduardo Luciano, foi internado no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) na segunda-feira à noite.

De acordo com o autarca, o vereador "sentiu-se doente na quarta-feira" da semana passada e, "por precaução, ficou de imediato em casa", pelo que não se desloca aos edifícios da câmara municipal "desde quarta-feira".

Posteriormente, indicou Pinto de Sá, o vereador Eduardo Luciano fez um teste para a deteção do coronavírus SARS-CoV-2, cujo resultado positivo foi conhecido na segunda-feira.

O responsável pelo pelouro da Cultura na autarquia "sentiu-se pior" na segunda-feira e, nesse dia à noite, dirigiu-se ao HESE, tendo então ficado internado em enfermaria, adiantou.

Já "fizemos um rastreamento dos contactos do vereador e de imediato, iniciámos os testes", notou o presidente da autarquia, assinalando que ele próprio, a vice-presidente, Sara Fernandes, e o vereador Alexandre Varela fizeram esta manhã os testes e aguardam o resultado em isolamento profilático.

De acordo com o autarca, até à próxima quinta-feira, os cerca de 15 contactos diretos do vereador Eduardo Luciano na autarquia vão fazer testes e, pelo menos até saberem os resultados, vão cumprir o isolamento profilático.

PUB

Pinto de Sá garantiu que "o trabalho do município prossegue dentro dos cuidados necessários", devido à pandemia de covid-19, referindo que a reunião de câmara prevista para quarta-feira vai ser realizada através de videoconferência.

O autarca disse também que assume provisoriamente os pelouros do vereador Eduardo Luciano.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.945.437 mortos resultantes de mais de 90,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.925 pessoas dos 489.293 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado com efeitos desde as 00:00 de 08 de janeiro, até dia 15.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG