Covid-19

Vinte idosos curados regressam ao lar de Reguengos de Monsaraz

Vinte idosos curados regressam ao lar de Reguengos de Monsaraz

Cerca de 20 utentes curados da covid-19 do lar de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, onde surgiu um surto com 17 mortos, começaram esta quarta-feira a regressar à instituição.

A fonte da Câmara de Reguengos de Monsaraz indicou que o processo de transferência dos utentes do "hospital de campanha" instalado num pavilhão do parque de feiras da cidade para o lar arrancou esta quarta-feira de manhã e vai prolongar-se durante todo o dia.

Segundo a mesma fonte, o processo inclui a preparação dos utentes e dos seus pertences e o seu transporte numa carrinha de nove lugares da instituição.

Os idosos infetados com covid-19 do lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS) tinham sido transferidos, no dia 3 deste mês, da instituição para um pavilhão transformado em "hospital de campanha", no parque de feiras da cidade.

Poucos dias depois da saída dos utentes, o lar foi alvo de uma descontaminação geral e, posteriormente, de limpeza e trabalhos de pintura.

O concelho de Reguengos de Monsaraz regista o maior surto no Alentejo de covid-19 provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, depois de ter sido detetado, em 18 de junho, no lar da FMIVPS.

A mais recente atualização do boletim epidemiológico, divulgada hoje pelo município, mas com dados de até terça-feira, mostrou que o concelho de Reguengos de Monsaraz regista 17 mortos, 78 casos ativos e 67 curados.

Outras Notícias