Autarquia

Câmara de Vendas Novas exige descontos no transporte ferroviário

Câmara de Vendas Novas exige descontos no transporte ferroviário

O presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, Luís Dias, voltou a exigir ao Governo a implementação do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) ao transporte ferroviário, o reforço da oferta de comboios no concelho e a definição estratégica da localização para a plataforma logística a sul do Tejo.

Relativamente às questões relacionadas com o transporte ferroviário, o autarca entende ser "incompreensível e inaceitável que os utilizadores deste meio de transporte público continuem a pagar mais de 200 euros de passe mensal na deslocação para Lisboa, enquanto a poucos quilómetros do concelho se pague 40 euros".

"Fazendo as contas em relação aos 15 meses em que o PART já está a funcionar, um utilizador vendasnovense despenderia 600 euros de passe, ao invés disso, cada usuário pagou mais de 3.000 euros", defendeu o responsável e continuou: "é uma perda enorme no orçamento familiar e uma enorme injustiça" O Município voltou a questionar o Ministro sobre os contactos encetados com a CP e se há previsão para a resolução deste impasse resultante da alegação por parte da empresa de que o PART não pode ser estendido ao Alentejo Central por não haver serviço regional, apenas Intercidades.

Outras Notícias