Recrutamento

O "emprego mais difícil do mundo" é português e não tem salário

O "emprego mais difícil do mundo" é português e não tem salário

Uma campanha de recrutamento de voluntários para os Bombeiros de Albufeira é uma lufada de ar fresco na área dos recursos humanos pela honestidade dos argumentos utilizados para conquistar novos elementos para a corporação.

"Procuram-se pessoas entre os 18 e os 45 anos que procurem dificuldades no trabalho e na vida". É com esta peculiar frase que começa uma das publicações no Facebook dos Bombeiros de Albufeira, onde se tenta que novos recrutas se decidam a alistar na corporação. Mas os incentivos não se ficam por aqui: "Se não encontras um emprego suficientemente difícil para ti, preenche o formulário" é outro dos convites que podem ler no site criado propositadamente para o efeito, em https://www.oempregomaisdificildomundo.com/, mas a cereja do topo do bolo é mesmo "Ah, e não há salário mas não lhe chamamos estágio ou experiência".

Mas, afinal, que requisitos são necessários para concorrer a este trabalho descrito de forma peculiar? Segundo anúncio de emprego, não é exigida licenciatura ou experiência, mas "a chama da tua paixão não pode apagar nunca e o teu espírito tem de ser tão inquebrável como o teu corpo". A descrição mais pormenorizada do trabalho é feita num vídeo, onde se explica que, ao toque da sirene, pode ser necessário deixar a família a qualquer momento para subir 500 metros em menos de dois minutos com 45 kg de material às costas.

Outro "aliciante" explicado no vídeo são as horas seguidas a combater incêndios no verão ou o ter de encontrar tudo o que pode correr mal na estrada a "correr realmente mal". "Dar o litro vai ser o mínimo que te pedimos", explica a voz que narra as imagens de um bombeiro nas situações descritas.

"Não temos muito para oferecer, além do trabalho árduo e difícil, do treino e da preparação física. Foi o que, da forma mais honesta possível, tentámos passar para o vídeo", disse à TVI24 Rui Fernandes, 2.º comandante da corporação.

Segundo foi revelado à comunicação social, a campanha está a resultar e já há cerca duas dezenas de candidatos a este trabalho. O período de candidaturas termina a 26 de outubro, a partir do momento em que será feita a seleção dos elementos aptos, que terão de passar pelo curso de formação, antes de serem bombeiros.

Outras Notícias