Chuva

Mau tempo alagou ruas no Algarve

Mau tempo alagou ruas no Algarve

Três horas de chuva intensa provocou 62 ocorrências, mas sem grandes prejuízos. Faro e Olhão foram dos concelhos mais afetados.

O mau tempo provocou este domingo várias inundações em diversos concelhos do Algarve. Faro foi um dos mais afetados, com a água a entrar em estabelecimentos, viaturas e a deixar ruas intransitáveis. Há registo de mais de 60 ocorrências em toda a região em menos de três horas.

Na rua de São Luís, na capital algarvia, a água voltou a invadir estabelecimentos e os estragos só não foram maiores porque os comerciantes já têm barreiras de proteção nas portas, uma vez que a situação já é recorrente. Aquela artéria é um dos pontos mais críticos da cidade por estar numa zona baixa onde se acumulam as águas que escoam de outras ruas.

Rui Rodrigues, proprietário de uma frutaria na rua de São Luís há seis anos, viveu hoje, mais uma vez, horas de sobressalto. Teve de deslocar-se ao estabelecimento para tentar travar a entrada da água. "Choveu cerca de meia hora e transformou a rua num lago. Isto acontece sempre porque não há qualquer tipo de escoamento", explicou. Desta vez, não teve prejuízos, ao contrário das últimas chuvadas, em setembro do ano passado. Na altura, vários estabelecimentos sofreram danos avultados.

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro registou 62 ocorrências de inundações da via pública, quedas de árvores e de algumas estruturas metálicas. O período mais crítico verificou-se entre as 12.30 e as 15.30 horas. O concelho de Olhão foi também bastante afetado, mas não há registo de danos elevados, feridos ou desalojados.

Além da chuva, o Algarve também sofreu com a agitação marítima. Um golfinho deu à costa na praia do Burgau, em Lagos, acabando por morrer numa zona de rochas. Em Tavira, a barra esteve encerrada à navegação.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG