O Jogo ao Vivo

Viagens

Faro recebe mais de cinco mil passageiros de 17 voos do Reino Unido

Faro recebe mais de cinco mil passageiros de 17 voos do Reino Unido

O aeroporto de Faro espera esta segunda-feira 17 voos com 5500 passageiros do Reino Unido, naquele que é o primeiro dia em que os britânicos estão autorizados a viajar para Portugal sem terem de fazer quarentena no regresso.

Ao final da manhã, o aeroporto da capital algarvia começou a receber os primeiros passageiros britânicos de um voo com origem na cidade de Manchester, como o jovem casal John e Steff, que veio para uma estadia de cinco noites em Albufeira.

"Éramos para vir no ano passado, mas como não pudemos [devido à exigência de quarentena no regresso] fomos para a Grécia. Mas, este ano decidimos vir para cá logo no dia em que [o primeiro-ministro] Boris Johnson fez o anúncio [de que Portugal estava na 'lista verde']", contou John aos jornalistas.

Também Tracy e Jerry, oriundos da mesma cidade e que vão ficar alojados em Vilamoura, contaram que tomaram a decisão "logo na sexta-feira" em que foi feito o anúncio da integração de Portugal na 'lista verde' de países considerados seguros, com efeitos a partir desta segunda-feira.

Depois de, em 7 de maio, o Governo britânico ter anunciado a inclusão de Portugal nessa lista, o executivo português anunciou, na sexta-feira, que as viagens não essenciais de e para o Reino Unido seriam permitidas, também a partir desta segunda-feira, bastando apresentar um teste negativo para a covid-19 realizado nas 72 horas anteriores.

"Foi tudo à última hora, assim que soubemos agendámos o hotel, os voos e o teste [à covid-19]", relataram Tracy e Jerry, acrescentando que a viagem programada para o Algarve no verão passado foi cancelada, levando-os a escolher Itália como destino alternativo para passar férias.

Com intenções de viajar pelo Algarve até ao próximo domingo, o casal estará de regresso à região em julho, data para a qual foi reagendada a viagem que não conseguiram concretizar no verão de 2020.

PUB

Já Eugene e Gaby, de Londres, vão passar uma temporada de mês e meio no Algarve, onde têm casa, com a diferença de, este ano, terem chegado mais tarde do que o habitual, já que normalmente se estabelecem em Portugal entre janeiro e março.

Estes e outros turistas que aterrem no Algarve até às 20 horas desta segunda-feira vão receber de oferta um kit composto por uma brochura promocional, duas máscaras e álcool gel, no âmbito de uma campanha de boas vindas organizada pela Região de Turismo do Algarve (RTA).

Para o presidente da RTA, que esteve presente na ação, um dos "sinais claros" do aumento da procura de britânicos é o recrutamento de "muita gente que estava no desemprego", "flagelo" que atinge sobretudo o Algarve, muito dependente do setor turístico.

Admitindo que o processo de retoma do setor "vai ser gradual e progressivo", João Fernandes referiu que há "boas perspetivas para o verão", salientando que Portugal é o "único destino disponível" para receber, até ao final de maio, viagens turísticas com origem no Reino Unido.

Portugal é uma das exceções dentro da Europa, já que a maioria dos outros países vai ficar na 'lista amarela, sujeita a restrições mais apertadas, como Espanha, França e Grécia.

A pausa letiva que decorre entre 25 de maio e 6 de junho no Reino Unido faz igualmente antever uma grande procura pelo Algarve, por parte dos britânicos, período durante o qual o número de turistas na região deverá também crescer, acrescentou João Fernandes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG