Polémica

Mulher deitada no chão a receber medicação. Hospital de Faro reage

Mulher deitada no chão a receber medicação. Hospital de Faro reage

A imagem de uma mulher a receber medicação, alegadamente, no chão das instalações do Hospital de Faro, foi divulgada nas redes sociais e as críticas ao SNS eclodiram. O hospital reagiu.

Não são conhecidas as circunstâncias que levaram ao facto de a paciente, com pulseira amarela, estar deitada sobre um lençol do hospital, no chão. Além de estar a receber medicação, a mulher encontra-se junto a uma tomada elétrica, onde carrega a bateria do telemóvel que tem na mão. A imagem foi divulgada na sexta-feira.

Em comunicado, a administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) garante que "tal situação não corresponde à verdade" e ressalva que "a instituição, especificamente no seu serviço de urgência, dispõe de macas e de todos os meios técnicos essenciais para garantir o apoio e a assistência aos cerca de 1000 doentes que diariamente utilizam todos os serviços".

"No sentido de evitar alarme social através de imagens virais publicadas em redes sociais", a mesma instituição sublinha que "a divulgação de imagens desta natureza, descontextualizadas, sem identificação temporal e através de redes sociais, só podem ter como objetivo denegrir a instituição pública de saúde e colocar em causa, de forma tremendamente injusta, o profissionalismo de todos os profissionais que lá trabalham 24 horas por dia durante 365 dias do ano, dando o seu melhor em prol dos doentes".

O hospital fala em "descontextualização", mas não chega a explicar o que aconteceu. O JN entrou em contacto com o CHUA para obter esclarecimentos adicionais sobre o caso, mas fonte daquele centro recusou dar qualquer informação além da constante no comunicado.