O Jogo ao Vivo

Pandemia

Surto em Lagos devido a festa ilegal com 69 casos de covid-19

Surto em Lagos devido a festa ilegal com 69 casos de covid-19

São já 69 os infetados por Covid-19 na sequência da festa ilegal que decorreu em Odiáxere, no concelho de Lagos, no dia 7. O número foi avançado, esta quinta-feira, pelo presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

Segundo Paulo Morgado, a maior parte dos casos regista-se no concelho de Lagos, mas afeta também pessoas de outros concelhos do Algarve, como Lagoa e Portimão, e de fora da região.

Até agora já foram feitos mais de 500 testes e "todos os casos estão em investigação". Os rastreios a quem esteve na festa ou em contacto com alguém que esteve vão continuar, assegurou.

Este novo surto levou à proibição das visitas aos utentes de todos lares da Santa Casa da Misericórdia na zona do barlavento algarvio.

O presidente do Secretariado Regional das Misericórdias do Algarve, Armindo Vicente, explicou que a decisão foi tomada depois de se ter concluído que algumas das pessoas que estiveram na festa trabalham em lares, são familiares de utentes ou podem ter outras ligações ainda por apurar.

"A sugestão foi-nos feita pela delegada regional de saúde e imediatamente resolvemos aceitá-la", justificou.

As visitas estão proibidas em 24 lares de idosos e crianças das Misericórdias de Lagos, Vila do Bispo, Portimão, Alvor, Aljezur, Estômbar, Monchique, Silves, Alcantarilha, Armação de Pera e Albufeira.

Houve também a necessidade de fechar temporariamente e desinfetar dois hipermercados de Lagos por terem sido detetados casos positivos.

Outras Notícias