Olhão

Golpe de mar terá causado naufrágio que matou pescador na ilha da Culatra

Golpe de mar terá causado naufrágio que matou pescador na ilha da Culatra

Um pescador morreu e outro ficou ferido na sequência do naufrágio de uma embarcação de pesca, esta terça-feira, na ilha da Culatra, no concelho de Faro. Um golpe de mar poderá ter sido a causa.

O alerta foi recebido por volta das 8 horas, altura em que os dois homens foram vistos a cair ao mar. Segundo o comandante da Capitania do Porto de Olhão, André Morais, o sobrevivente "conseguiu nadar até ao areal onde foi auxiliado por populares". O outro pescador acabou por ser encontrado mais tarde, "já sem vida, na zona da rebentação".

De acordo com o capitão de Porto, a embarcação "Alamar", de arrasto com ganchorra, "terá sofrido um golpe de mar", provocando a queda dos dois pescadores, com cerca de 50 anos, e que estavam em plena faina.

O homem que nadou até à praia foi transportado pela Lancha Salva-Vidas para o cais de Olhão. Como apresentava sinais de hipotermia foi encaminhado para o Centro Hospitalar Universitário do Algarve. A vítima mortal foi levada para o Gabinete Médico-Legal de Faro onde irá ser autopsiada.

Ao que o JN apurou, o barco tem registo em Faro, mas operava a partir de Olhão, de onde são os dois tripulantes. Após o naufrágio, o "Alamar" ficou encalhado no areal "com muita água no interior". Os pescadores capturavam conquilha e ameijoa, bivalves bastante procurados na época natalícia.

A Autoridade Marítima irá investigar as causas do naufrágio.

Nas buscas e socorro estiveram envolvidas embarcações do Instituto de Socorros a Náufragos, Polícia Marítima, Marinha e Unidade de Controlo Costeiro da GNR.