GNR

Despiste em Tavira faz subir número de mortos da operação Natal e Ano Novo

Despiste em Tavira faz subir número de mortos da operação Natal e Ano Novo

Um despiste de um veículo ligeiro este sábado em Tavira elevou para oito o número de mortos da Operação "Natal e Ano Novo" da GNR, que começou no dia 20, disse fonte oficial daquela força de segurança.

O despiste do veículo ligeiro ocorreu num caminho rural em Tavira, no distrito de Faro, pelas 10.59 horas, causando um morto, disse a mesma fonte.

Até às 7 horas, a GNR tinha registado sete mortos, 24 feridos graves e 484 feridos ligeiros desde que a Operação "Natal e Ano Novo" começou no dia 20.

Desde essa data que 34.402 viaturas já foram fiscalizadas por esta força de segurança, que levantou 10.100 infrações.

A GNR fiscalizou 31.252 condutores por álcool, tendo sido levantadas 362 contraordenações e registados 181 crimes por excesso de álcool.

Em termos de velocidade, foram fiscalizados 251.306, dos quais 4262 circulavam em excesso.

A GNR levantou ainda 198 infrações relativas à falta de uso de cinto de segurança e/ou sistemas de retenção e 313 por uso do telemóvel durante a condução.

No balanço conjunto da Operação Natal e Ano Novo feito na quinta-feira, GNR, PSP e Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), registaram 11 mortos, dos quais nove nas estradas do continente, devido a acidentes rodoviários, número que aumentou devido ao mau tempo, entre 18 e 25 de dezembro.

As duas vítimas mortais que ocorreram nos Açores e na Madeira não entram na estatística da ANSR.

Também o número de feridos graves e ligeiros diminuiu na operação Natal 2019, apesar de se terem registado mais acidentes.

Nos oito dias da operação Natal de combate à sinistralidade, as autoridades policiais registaram 3.521 acidentes rodoviários (mais 334 do que o ano passado), 39 feridos graves, contra 46 em igual período de 2018, e 841 feridos leves, contra 1.038 registados há um ano.

As autoridades realizaram 240.220 ações de fiscalização, incluindo radares e 32.902 testes de álcool, pelos quais foram detetadas 575 infrações (1,8%) e 205 detenções devido à taxa crime de álcool no sangue.

A nível nacional, nestas 240.220 fiscalizações registaram-se 23.887 infrações e 331 detenções de condutores, dado que incluiu as 205 por excesso de álcool.

Foram igualmente detetados mais de 15 mil excessos de velocidade, 370 por excesso de álcool e 390 infrações pelo uso de telemóvel.

A operação "Natal e Ano Novo", que termina a 5 de janeiro, conta com cerca de 19 mil elementos da PSP e da GNR que vão continuar a fiscalizar e patrulhar as estradas com o objetivo de diminuir a sinistralidade rodoviária.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG