Madeira

Objeto suspeito de ser explosivo obrigou a isolar zona balnear do Lido

Complexo Balnear do Lido

Foto Arquivo

A descoberta de um objeto com inscrições militares levou à evacuação do complexo de piscinas do Lido, na Madeira, mas já foi retirado, informou a PSP e a Polícia Marítima.

De acordo com uma fonte dos Complexos Balneários e Passeio Público, "foi encontrado um objeto de metal com aspeto e inscrições militares por baixo da plataforma [balnear], que se deduz que possa ser um explosivo".

O Comandante da Capitania do Porto do Funchal, Paulo Silva, disse, entretanto, que o objeto poderá ser um "very light" de um submarino que tenha sido disparado nalgum exercício e que agora tenha dado à tona naquele local.

"Não é perigoso desde que não seja tocado o seu interior, pois contém uma substancia que em contacto com a pele pode desencadear reações", explicou.

O objeto - de 30 centímetros de comprimento e de oito de diâmetro - tem inscrito "se for encontrado avisar a polícia ou forças militares" e foi encontrado por um agente policial que estava a nadar nas imediações da plataforma de lazer marítima.

A área do complexo e as suas imediações foram isoladas por um cordão policial, tendo-se deslocado ao local uma brigada de Inativação de Explosivos e Segurança em Subsolo".

O alerta foi dado pelas 19 horas e o objeto já foi retirado do local.

O Complexo Balnear do Lido é um dos principais locais de acesso e diversão marítima da cidade do Funchal, sob jurisdição da respetiva Câmara Municipal.