Exclusivo

Só vontade não chega para levar comboio até Barca d'Alva

Só vontade não chega para levar comboio até Barca d'Alva

Parlamento e Governo defendem reativação de troço da linha do Douro, mas falta dinheiro. População não acredita.

Duas semanas depois de a Assembleia da República se ter manifestado em bloco a favor da reabertura da linha ferroviária do Douro entre Pocinho e Barca d"Alva, o ministro das Infraestruturas afinou pelo mesmo diapasão. Mas avisou que é preciso "encontrar dinheiro" para financiar uma obra com um custo estimado superior a 40 milhões de euros. Quem vive na aldeia fronteiriça deixou de acreditar que vai voltar a ver comboios ali, onde não apitam desde finais de 1988.

A reabilitação dos 28 quilómetros de via-férrea entre Pocinho (Vila Nova de Foz Côa) e Barca d"Alva (Figueira de Castelo Rodrigo) é defendida há anos por autarcas durienses e outras instituições regionais, mas nunca antes reuniu tanto consenso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG