Turismo

Clube Escape Livre vai ligar a Guarda ao Alentejo

Clube Escape Livre vai ligar a Guarda ao Alentejo

O Clube Escape Livre da Guarda, que lançou este ano o projeto Rotas de Portugal, apresentou a primeira face visível do seu trabalho, a Rota Turística da Estrada Nacional 18, que liga a Guarda a Ervidel, no Alentejo.

O projeto, desenvolvido em parceria com a SEAT, tem o apoio das Aldeias Históricas de Portugal, dos vários municípios por onde passa a EN18 e das diferentes comissões vitivinícolas.

A EN18 é a segunda mais comprida estrada nacional de Portugal, com um total de 388 quilómetros, cruzando 14 municípios: Guarda, Belmonte, Covilhã, Fundão, Castelo Branco, Vila Velha de Rodão, Nisa, Portalegre, Estremoz, Évora, Portel, Vidigueira, Beja e Aljustrel.

Atravessa as Aldeias Históricas de Belmonte e Castelo Novo, e passa bem perto de outras três que valem bem a pena o desvio: Sortelha, Idanha-a-Velha e Monsanto.

Inauguração do quilómetro 0

No Km0 da EN18 foi inaugurado um marco que assinala o início desta estrada e um totem turístico com um QR Code onde cada um poderá ter acesso ao roteiro e ao mapa GPS via Google Maps que lhe permitirá percorrer toda a estrada.

Na apresentação da rota o presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, destacou a importância da iniciativa que traz "mais um motivo para poder olhar para o Interior com um fator de oferta diversificada ao nível do turismo".

PUB

"Os focos de interesse são imensos e, portanto, a EN18 pode ser também um ponto de ligação e, ao mesmo tempo de promoção e divulgação, daquilo que, da Guarda até Ervidel, ela tem para oferecer a quem a percorrer", referiu o autarca.

Para Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, estes "projetos contribuem muito para valorizar o Interior do país".

"As nossas potencialidades turísticas ficam claramente ampliadas através de produtos estruturados como este, que percorrem territórios que muitas vezes não tem holofotes turísticos, como, por exemplo, tem o Litoral. Portanto, isto é um produto muito interessante, que começa na serra da Estrela, acaba na planície alentejana e tem uma imensidão de concelhos e distritos para percorrer. Nós também temos uma oferta magnífica na nossa zona e na nossa região e, através deste projeto, queremos dar uma amplitude maior a tudo o que de bom temos para oferecer", disse.

Via estruturante

Por seu lado, Arménio Coelho, das Aldeias Históricas de Portugal, destacou que "a N18 é uma via de comunicação estruturante e é fantástico termos agora estes roteiros, e as pessoas olharem para esta estrada mas também para as outras vias que fazem parte deste projeto como um caminho para chegar às Aldeias Históricas de Portugal".

O responsável pelo projeto, Luís Coelho, do Clube Escape Livre, desafiou os municípios e entidades a aproveitarem as potencialidades do Rotas de Portugal.

"Serão percorridas também a EN221, a EN16 e a EN17, que têm um enorme potencial de atração turística. Mas para isso é preciso que todos os municípios e agentes de promoção do território se juntem à iniciativa e trabalhem, em conjunto e individualmente, em novas formas de as promover e divulgar", concluiu Luís Coelho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG