Exclusivo

Independentes: "O povo falou e ganhámos sem amarras"

Independentes: "O povo falou e ganhámos sem amarras"

Sérgio Costa conquistou a Câmara da Guarda como independente. Celebração entrou madrugada fora.

Dormiu quatro horas depois de ter celebrado a vitória, mas chegou à sede de campanha a meio da tarde, como se nada fosse. "Logo às nove entrei no meu serviço", precisou o engenheiro mecânico Sérgio Costa ao JN, referindo-se à empresa Águas do Vale do Tejo, onde ingressou em 2005 e vai sair com licença sem vencimento para exercício de funções públicas: ganhou a presidência da Câmara da Guarda. Já tinha acontecido em 2013 e em 2017, quando integrou o executivo municipal liderado pelo atual eurodeputado Álvaro Amaro.

"Ligou a dar os parabéns, tal como alguns membros do Governo com quem espero trabalhar", evidenciou o antigo militante do PSD, que rasgou o cartão depois de ter sido preterido pelo partido, mas que venceu como independente. "O povo falou e ganhámos sem amarras", sublinhou, sem querer falar das guerras de poder que o afastaram do presidente em funções que, em junho do ano passado, lhe retirou a vice-presidência e os pelouros. "Não guardo rancores, mas por respeito a mim e a ele não quero repisar o assunto", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG