Premium

A ala do Hospital da Guarda que o ministro da Saúde não visitou

A ala do Hospital da Guarda que o ministro da Saúde não visitou

Internamento de cardiologia tem vidros partidos e cadeiras rotas e enferrujadas. Adalberto Campos apenas foi levado ao novo edifício.

Situada no edifício do antigo Sanatório Sousa Martins, a enfermaria de cardiologia que interna mulheres na Guarda está em condições deploráveis. Além das cadeiras enferrujadas na sala de duche, há paredes parcialmente destruídas junto à janela e a porta que separa as camas da galeria tem um plástico descolado no lugar do vidro. Isto já para não falar das cadeiras, igualmente destruídas, onde as doentes se sentam à hora das refeições ou quando têm visitas.

"É uma pouca-vergonha", disse ao JN o marido de uma das utentes que não quis ser identificado, mas que cedeu, inclusivamente, as fotos do local onde a mulher está internada. "Aqui é que o senhor ministro devia ter vindo!", desabafou.