Fátima

Batalha acolhe peregrinos na visita do Papa

Batalha acolhe peregrinos na visita do Papa

O Município da Batalha criou um Programa de Acolhimento dos Peregrinos no âmbito da visita do papa Francisco a Fátima, a 12 e 13 de maio, iniciativa que representa um investimento de cerca de nove mil euros.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a Câmara da Batalha salienta que o concelho é tradicionalmente um local de passagem e acolhimento dos visitantes de Fátima, "perspetivando-se uma afluência acrescida com a presença do papa e também pelo programa alusivo ao Centenário das Aparições".

Além disso, o concelho é "um ponto de passagem dos designados Caminhos de Fátima, a saber, o Caminho do Tejo que parte de Lisboa, o Caminho da Nazaré e o Caminho do Mar, que parte do Estoril e Cascais".

Para acolher os peregrinos, a autarquia irá disponibilizar equipamentos municipais, como o Centro Escolar da Batalha, pavilhão Multiusos, balneários da zona desportiva, entre outros, para "proporcionar zonas de apoio, descanso e pernoita dos peregrinos a pé, reforçando assim as condições de receção aos muitos visitantes".

De acordo com a autarquia, também as unidades hoteleiras da Batalha, no centro da vila e no âmbito da Área de Reabilitação Urbana desenvolvida pela Câmara, "registam as obras de ampliação e requalificação, que no seu conjunto representam um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros (cerca de 50% de fundos comunitários e o restante privado)".

"A Batalha está a escassos quilómetros de Fátima e na zona de São Mamede a menos de mil metros. Esta proximidade determina medidas de apoio e assistência aos muitos peregrinos que atravessam o concelho. Iremos fazê-lo em estreita colaboração com as demais entidades envolvidas na preparação deste grande evento nacional", adiantou o presidente Paulo Batista Santos (PSD), citado na nota de imprensa.

O autarca acrescentou que a visita do papa é "um desafio ao nível da solidariedade e apoio aos peregrinos e uma oportunidade para o turismo local, promovendo a qualidade e oferecendo a todos condições para acompanhar a visita papal, a preços de mercado e distante dos valores exorbitantes anunciados para a região de Fátima".

Paulo Batista Santos garantiu que a Câmara da Batalha irá permitir estacionamento gratuito para os visitantes e assegurar transporte também gratuito entre a vila da Batalha e a Cova de Iria (Fátima), em autocarros de turismo, e para as cerimónias previstas para a noite do dia 12 e manhã do dia 13 de maio no Santuário de Fátima.