Exclusivo

Meses a arranjar caracóis para a procissão da Senhora do Fètal

Meses a arranjar caracóis para a procissão da Senhora do Fètal

Tradição, que usa 14 mil cascas, cumpre-se amanhã e no próximo sábado em aldeia da Batalha.

Quando, amanhã à noite, sábado, o sino da ermida de Nossa Senhora do Fètal, Batalha, der as 21 horas, é sinal que, dentro de poucos minutos, a energia elétrica será cortada na aldeia, para dar início ao espetáculo de luz e de devoção que representa a Procissão dos Caracóis. Milhares de pequenas candeias, formadas com as cascas dos animais, vão iluminar as ruas da povoação, cumprindo uma tradição ancestral, que as autoridades locais querem candidatar a património cultural imaterial.

Mas, até ao acender das luminárias, muito trabalho há a fazer, envolvendo novos e menos jovens que, por estes dias se têm multiplicado nos preparativos da procissão, inserida nas festas em honra da Senhora do Fètal que, por esta altura, se realizam na freguesia de Reguengo do Fètal. "De uma forma ou de outra, todos colaboram. Das crianças do infantário e da escola, passando pelos grupos da catequese, moradores, idosos do lar e até emigrantes", salienta ao JN Fernando Lucas, presidente da Junta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG