SNS

Leiria transfere doentes para Coimbra por incapacidade de resposta

Leiria transfere doentes para Coimbra por incapacidade de resposta

Hospital de Santo André condicionou acesso a urgências de terça para quarta-feira devido à falta de médicos e falsas urgências.

O Serviço de Urgência Geral do Hospital de Santo André (HSA), em Leiria, esteve a funcionar com limitações entre as 22 horas de terça-feira e as 8 horas desta quarta-feira, pelo que deu indicações ao CODU para transportar "doentes emergentes" referenciados para a urgência médico-cirúrgica diretamente para as urgências do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC). Contudo, não esclareceu quantas pessoas foram atendidas no CHUC, devido a esta situação.

As restrições foram anunciadas, em comunicado, às 20 horas de terça-feira, pelo Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), que avançava ainda a possibilidade de ter de reencaminhar utentes que procurassem o HSA para Coimbra. Desde essa hora e até às 8 horas de dia 13, foram atendidas nas urgências 84 pessoas, uma das quais foi encaminhada para o CHUC. Pelo que o JN apurou, deu entrada em Leiria através do INEM.

"O facto de, no dia 11 de outubro, se ter registado o recorde, desde 1 de janeiro, do número de doentes atendidos no Serviço de Urgência Geral do HSA de 404 doentes, sem que tenha sido possível, não obstante todos os esforços, alocar reforços médicos necessários para uma resposta compatível" é uma das razões apontadas para explicar esta situação. Tal como o facto de as "Urgências da ADR [Área Dedicada para Doentes Respiratórios] do Hospital das Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste terem encerrado" na segunda-feira e os doentes estarem a ser reencaminhados para Leiria.

Além disso, o CHL garante que também contribui para esta situação "muitas falsas urgências". "Às 17 horas de hoje [dia 12], dos 20 utentes que estavam em espera para serem observados, 14, ou seja, 70%, eram não urgentes", denuncia. Face a esta situação, apela à comunidade que contacte primeiro a Linha SNS 24, se dirija ao Centro de Saúde ou aos Serviços de Atendimento Permanente.

A falta de médicos é outro dos motivos que estará na origem desta situação, já que não foram preenchidas todas as vagas no concurso para várias especialidades. O CHL deliberou, por isso, aumentar o valor a pagar aos médicos generalistas das urgências do HSA, reforçar as equipas com mais um elemento por turno a escala de Medicina Interna de apoio às urgências, e majorar o valor hora a pagar aos especialistas que integrem a escala de Medicina Interna.

PUB

Segundo o seu site, o CHL, que integra também os hospitais de Pombal e de Alcobaça, tem como "área de influência a correspondente aos concelhos de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Porto de Mós, Nazaré, Pombal, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Ourém e parte dos concelhos de Alcobaça e Soure, servindo uma população de cerca de 400.000 habitantes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG