Exclusivo

Conta-nos como era e pintamos a tua aldeia

Conta-nos como era e pintamos a tua aldeia

Cinco jovens estão a perpetuar as histórias dos habitantes mais velhos da Torre, ilustrando-as em casas e em muros com desenhos. Anciãos estão felizes.

A alegria de Conceição Marcelino, 74 anos, é indisfarçável, sempre que olha para a parede de casa, colorida com desenhos que a fazem recuar aos tempos em que era uma jovem resineira. Habitante da Torre, na Batalha, não poupa elogios aos jovens autores do projeto Aldeia Pintada, destinado a perpetuar as memórias dos mais velhos, através da inscrição de quadras, frases e histórias, ilustradas com desenhos, em paredes de casas.

Eva Vieira, 24 anos, explica que, sempre que havia reuniões de família, os avós e os tios gostavam de contar histórias de "valishomens" (lubisomens) e de bruxas, e de relatar episódios antigos passados na aldeia. "Decidimos guardar esses testemunhos em vídeo e em áudio, para disponibilizarmos o acesso online", conta a diretora de um museu em Fátima.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG