Pandemia

Livro multiformato explica a covid-19 a todas as crianças

Livro multiformato explica a covid-19 a todas as crianças

O Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID) do Politécnico de Leiria editou o livro "Guia extraordinário sobre o coronavírus! para crianças curiosas", que reúne texto aumentado para meninos com baixa visão, braille para cegos e pictogramas para miúdos com incapacidade intelectual.

Além de estar disponível, desde esta quinta-feira, nas bibliotecas dos agrupamentos de escolas da área de influência do Politécnico de Leiria e nas instituições da cidade ligadas à deficiência, o livro multiformato pode ser descarregado no site, onde estão disponíveis as versões ebook, audiolivro para crianças cegas e vídeolivro em Língua Gestual Portuguesa para meninos surdos.

A coordenadora do CRID, Célia Sousa, explicou ao JN que o "Guia extraordinário sobre o coronavírus! para crianças curiosas" foi lançado durante o primeiro confinamento por um grupo de italianos, que lhe pediram para o transformar em formatos que pudessem chegar a todos os miúdos.

Desde então, um grupo de oito pessoas do CRID trabalhou, durante os tempos livres, para criar o livro em multiformato. "Os textos foram simplificados e tem pictogramas para crianças com incapacidade intelectual, baixa literacia ou que não dominam a língua", exemplifica.

CRID imprime em braille

A adaptação do guia implicou ainda tarefas como gravar e editar o áudio e o vídeo, tratar do design e fazer a impressão em braille. Tendo em conta que o livro só está disponível na área de influência do Politécnico de Leiria (distrito, Soure, Ourém e Torres Vedras), o CRID está disponível para imprimir versões em braille.

Desenvolvido em parceria com o Museo dei Bambini Milano, MUSEO - Children's Museum Verona, Explora il Museo dei bambini di Roma, La Città dei Bambini e dei Ragazzi, o livro retrata o aparecimento e a evolução da pandemia de covid-19 e apresenta as principais medidas para evitar a transmissão do novo coronavírus.

PUB

"O livro é para todas as crianças. As que não têm dificuldades também podem ler", assegura Célia Sousa. "É uma história divertida, validada cientificamente em Itália, aconselhável para crianças até aos 10 anos", diz. No final, os pequenos leitores são desafiados a pensarem em formas divertidas de se cumprimentarem, sem haver contacto físico.

O guia foi apresentado esta quinta-feira, na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria, onde se localiza o CRID, data em que se assinala o Dia Internacional da Síndrome de Asperger.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG