Azambuja

PS aposta em vice-presidente para manter liderança

PS aposta em vice-presidente para manter liderança

O vice-presidente da Câmara da Azambuja, Silvino Lúcio, 62 anos, será o candidato do PS, depois de o presidente, Luís de Sousa, ter anunciado que não se recandidataria a um terceiro mandato. Silvino Lúcio é vereador há três mandatos e vice-presidente desde 2013. Entre 2002 e 2009, foi adjunto do presidente e, entre 1989 e 2009, foi presidente da Junta de Aveiras de Baixo e deputado municipal.

Gestor de empresas e formador, Rui Corça, 56 anos, vai ser o candidato do PSD, onde é vereador há quatro anos, então eleito pela coligação "Pelo futuro da nossa terra", constituída pelo PPD/PSD, MPT e PPM. Nos anos 90, foi deputado da Assembleia Municipal.

PUB

Mara Oliveira, 39 anos, é a cabeça de lista da CDU. No ano passado, a candidata exerceu o cargo de vereadora, durante seis meses, em substituição de David Mendes, que teve de suspender o mandato por motivos de saúde. Licenciada em Psicologia, trabalha no departamento de Recursos Humanos do Agrupamento de Centros de Saúde do Estuário do Tejo e é voluntária nos Bombeiros de Alcoentre, de onde é natural.

Presidente da Junta da Azambuja há dois mandatos, eleita pelo PS, Inês Louro, 47 anos, mudou de quadrante político e vai concorrer às autárquicas como cabeça de lista do Chega. A advogada foi militante socialista durante 31 anos e chegou a liderar as Mulheres Socialistas da Azambuja, que ajudou a fundar. Inês Louro desvinculou-se do PS por divergências em relação à aprovação da instalação de centrais fotovoltaicas no concelho.

Nas últimas autárquicas, o PS obteve 41,7% dos votos e elegeu quatro elementos. O PPD/PSD concorreu coligado com o MPT e o PPM e conseguiu 20,6% dos votos, enquanto a CDU obteve 20%, o BE 7,3% e o CDS-PP 3,7%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG