Projeto

Cascais vai usar lixo doméstico para pôr autocarros a andar

Cascais vai usar lixo doméstico para pôr autocarros a andar

Cascais vai ter um sistema capaz de transformar lixo doméstico em hidrogénio, abastecendo autocarros municipais e, assim, reduzindo as emissões de gases poluentes. O projeto arranca na segunda-feira, dia 8 de novembro.

A Câmara Municipal de Cascais terá uma unidade, chamada STELLA, com poder de transformar 50 toneladas de lixo doméstico em cinco toneladas de hidrogénio por ano. Através deste sistema, o lixo deixa de ir para o aterro e o hidrogénio produzido será utilizado para abastecer autocarros municipais e veículos da recolha de resíduos. As emissões de todo o processo de tratamento dos resíduos serão, assim, eliminadas, adianta a Câmara de Cascais em comunicado.

A unidade de produção STELLA apenas necessita de utilizar os resíduos domésticos, ar e um pouco de água, sendo autossuficiente em termos energéticos. Não irá emitir quaisquer gases nocivos para a atmosfera, pelo que todo o processo de produção é amigo do ambiente, revelou a autarquia a propósito da Cimeira do Clima e das preocupações climáticas.

Da conversão de lixo para hidrógénio resultam outros gases como oxigénio e biocarvão, que não são nefastos para o ambiente.

Contribuindo para resolver dois dos problemas ambientais mais urgentes, Cascais pretende com este sistema fazer uma melhor gestão dos lixos domésticos e reduzir a utilização de energias fósseis, que são cada vez mais caras.

Vasco Amorim, docente do departamento de Engenharias da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), refere que este projeto contribui para três dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas: cidades e comunidades sustentáveis; energias renováveis e acessíveis; indústria, inovação e infraestruturas.

O projeto arranca no dia 8 de novembro, segunda-feira, com a assinatura de um protocolo entre duas empresas portuguesas - Floating Particle e IPIAC Nery - ligando os setores público e privado. A primeira, Floating Particle, trata-se de uma empresa de Investigação e Desenvolvimento (I&D) do universo da Indústria 4.0; já a segunda, IPIAC Nery, é uma empresa portuguesa de produção de materiais de construção que opera também em Itália, Espanha e Brasil.

PUB

Cascais já tem um autocarro movido a hidrogénio tendo sido apresentado no Dia Mundial da Energia, assegurando a ligação da Estação de Cascais ao Guincho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG