O Jogo ao Vivo

Mau tempo

Choveu mais em Cascais do que nas grandes cheias de 1983

Choveu mais em Cascais do que nas grandes cheias de 1983

O concelho de Cascais, distrito de Lisboa, registou este sábado maior pluviosidade do que nas grandes cheias de 1983, avançou o presidente da Câmara Municipal, Carlos Carreiras, alertando para a situação de maior risco durante a noite.

"Tivemos hoje um período mais intenso entre as 11.30 horas e as 13 horas de muita chuva. Para se ter uma ideia, choveu bastante mais do que tinha chovido nas grandes cheias de Cascais em 1983 e isso provou algumas situações, não da gravidade de 1983, mas ainda assim algumas situações pontuais", declarou à Lusa o autarca de Cascais.

A Ribeira das Vinhas continua com bastante carga e a Barragem do Rio da Mula está a encher e vai ter de fazer descargas que são automáticas, referiu Carlos Carreiras, explicando que "é todo um acumular de água que vai chegar à baixa de Cascais que, por sua vez, é das zonas do país que está considerada de maior risco de cheia".

Entre as principais situações identificadas está a inundação de uma casa na freguesia de Carcavelos levou à retirada de cinco pessoas, que precisaram de ser realojadas, tendo o município disponibilizado alojamento, mas não foi necessário porque optaram por ficar em casa de familiares.

"Houve também situações na serra, houve uma árvore que caiu na linha férrea Cascais - Lisboa e depois situações pontuais, mas sem uma preocupação de maior", indicou o autarca, referindo que algumas casas também tiveram ao nível das caves alguma inundação.

PUB

Outra das ocorrências foi também uma inundação no Pavilhão de Alcabideche onde está a decorrer a vacinação contra a covid-19, "nomeadamente a zona mais sensível e mais estratégica que é onde está o frigorífico com as vacinas", mas a situação ficou prontamente resolvida e "acabou por não criar preocupação de maior", afirmou Carlos Carreiras.

Neste momento, a situação devido ao mau tempo está controlada, mas a Câmara de Cascais mantém-se a monitorizar o impacto do mau tempo, reforçando que o cenário pode "complicar-se um pouco mais" durante esta noite.

O mau tempo provocou, entre as 8 horas e as 20 horas deste sábado, um total de 692 ocorrências no país - no distrito de Lisboa registaram-se 399 ocorrências, seguindo-se os distritos de Leiria (76) e Setúbal (67).

O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) pôs sob aviso laranja 13 dos 18 distritos de Portugal Continental, incluindo toda a costa do país, e, a amarelo, cinco distritos do interior, devido ao mau tempo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG