Ambiente

Praia do presidente Marcelo em Cascais desaconselhada a banhos

Praia do presidente Marcelo em Cascais desaconselhada a banhos

A praia dos Pescadores, no centro de Cascais e, ultimamente, muito frequentada para uns mergulhos e algumas selfies pelo presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, foi desaconselhada a banhos, por as águas revelarem "parâmetros acima dos valores de referência", nomeadamente sujidade, que é atribuída à recente precipitação, anormal para a época.

Pereira da Terra, Capitão do Porto e comandante local da Polícia Marítima de Cascais, disse ao jornal digital Cascais24 que está a "aguardar-se o resultado de análises às recolhas de água efetuadas" na quinta-feira.

"A praia só não foi interdita por não ser uma praia balnear", acrescentou.

Ainda de acordo com Pereira da Terra, "no acesso ao areal, foram afixados avisos, a desaconselhar os banhos".

Já uma nota da Câmara de Cascais diz que, "apesar de não ser uma praia balnear, antes um 'porto de pesca', dada a sua frequência, este município assegura por rotina análises à mesma, sendo que as efetuadas no dia 25 de junho revelaram a presença de parâmetros acima dos valores de referência, pelo que se desaconselha a sua utilização para banhos".

A autarquia refere, ainda, que, "em parceria com Agência Portuguesa do Ambiente, a Capitania do Porto de Cascais e a empresa Águas de Cascais está a monitorizar a situação de perto".

"Toda a informação será partilhada e afixada localmente com a maior brevidade, de modo a alertar todos os cidadãos desta situação, que se prevê resolvida a curta prazo", informou o município.