País

Automobilistas descontentes com condicionamento na Avenida

Automobilistas descontentes com condicionamento na Avenida

O condicionamento de trânsito na avenida da Liberdade, que desde hoje de manhã impede parcialmente a circulação rodoviária, devido a um evento popular neste sábado, está a provocar buzinadelas e a impacientar os automobilistas.

Hoje de manhã ainda se conseguia circular na avenida da Liberdade sem restrições até ao cruzamento da rua Alexandre Herculano, mas daí para baixo passavam apenas os transportes públicos, em ambos os sentidos, em metade das seis faixas de rodagem.

Em três das seis vias foram colocados centenas de caixas com erva, dando a ideia de um prado verde, ladeado por grades e fitas colocadas pela polícia, impedindo a circulação rodoviária e o estacionamento.

O grosso do trânsito, viaturas particulares, passava apenas nas faixas laterais sendo também possível cruzar a avenida em ambos os sentidos até à praça dos Restauradores.

Durante as cerca de duas horas, que a Lusa esteve ao longo da avenida da Liberdade, escutou o "desespero" manifestado pelas buzinas dos automóveis, assim que o sinal mudava para verde.

Vários automobilistas manifestavam o seu enervamento contra os cortes de trânsito, motivados pela organização do mega pic-nic marcado para sábado.

"Se fossem trabalhar em vez de fazerem isto", gritou um automobilista, com a cabeça de fora, para um dos polícias que impedia a circulação às viaturas particulares.

PUB

Junto ao semáforo do Marquês de Pombal, enquanto o sinal estava encarnado, escutavam-se os automobilistas a manifestarem o desagrado ao telefone ou em conversa com os restantes ocupantes do carro, em que o assunto era os cortes de trânsito.

Ao longo da avenida estão colocadas dezenas de casas de banhos em plástico, já gradeadas para o evento de sábado, além de outras 'barracas' associadas a marcas e actos promocionais.

Fonte da Câmara Municipal de Lisboa adiantou à agência Lusa que até domingo vão ocorrer condicionamentos e cortes pontuais na Avenida da Liberdade devido ao "Mega Pic-Nic", a Festa do Campo na cidade que decorrerá no sábado.

"Não podemos estabelecer um horário específico para cortes e condicionamentos. Apelamos é às pessoas que evitem ao máximo utilizar a Avenida da Liberdade", disse à Lusa a mesma fonte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG