"Aqui há gato"

Café onde gatos são atração abriu em Lisboa

Café onde gatos são atração abriu em Lisboa

Baguete, Nessi, Tâmara, Tomé e os irmãos Bruno e Bruna. Estes seis simpáticos gatinhos são as atrações principais do novo espaço de restauração que abriu esta quarta-feira ao público na Calçada da Estrela, em Lisboa.

A inauguração assinala a chegada a Portugal do conceito de "cat coffee", que nasceu em Taiwan e no Japão, mas que nos últimos três anos se expandiu rapidamente a países europeus como Áustria, Reino Unido, França, Espanha, Itália ou Alemanha.

Em Portugal, o "Aqui há gato" fica situado no número 74-A da Calçada da Estrela, a dois passos da residência oficial do primeiro-ministro e da Assembleia da República. Catarina Mendes, a mentora do projeto, explicou ao JN o que o cliente pode encontrar neste espaço.

"Como as nossas leis não permitem que os gatos estejam junto às mesas, o café está dividido em duas partes: o espaço para tomar bebidas ou refeições e a biblioteca, onde estão os gatos", adianta. Para interagir com os animais, o cliente tem duas hipóteses: se o consumo for superior a cinco euros, tem direito a uma hora na biblioteca, podendo brincar com os pequenos felinos, enquanto lê um livro ou o jornal. Quem quiser apenas conviver com os animais paga três euros para usufruir de idêntico tempo e tem direito à oferta de uma bebida: café, água ou chá.

"A ideia é proporcionar às pessoas que gostam de gatos mas não os podem ter em casa a possibilidade de conviver com eles", adianta Catarina Mendes, que começou a construir o projeto de negócio em 2014, tendo na altura o apoio de um investidor de um programa televisivo, que, entretanto, desistiu da sua participação.

A responsável explica que no "Aqui há gato" vão ser servidas refeições "com tendência muito vegetariana, à base de sopas e saladas" e que o espaço vai funcionar todos os dias menos à terça-feira. Entre o staff estão duas "cat-sitters", que asseguram a interligação entre os clientes e os gatos.

Confiante no êxito do projeto, depois de já ter visitado outros "cat coffees" na Europa, Catarina sorri quando questionada se espera ver deputados ali relaxarem após as batalhas políticas no vizinho Parlamento.

PUB

"Espero que sim. Serão bem-vindos e passo fatura a todos", conclui, bem disposta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG