Covid-19

Câmara de Lisboa começa a testar mais de seis mil funcionários quinzenalmente

Câmara de Lisboa começa a testar mais de seis mil funcionários quinzenalmente

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) iniciou esta segunda-feira um processo de testagem massiva e regular à covid-19 aos mais de seis mil trabalhadores do município considerados "essenciais", anunciou o presidente da autarquia, Fernando Medina.

"Começou hoje a testagem em massa e regular dos funcionários da CML essenciais para a manutenção da cidade e mais expostos ao vírus. Higiene Urbana e da Polícia Municipal são alguns dos mais de 6000 trabalhadores, incluindo Carris, que vão ser testados quinzenalmente", escreveu o autarca, numa publicação na rede social Facebook.

Serão ainda testados regularmente os Bombeiros Sapadores, Proteção Civil Municipal, coveiros, técnicos de fiscalização de obras, brigadas de obras, técnicos e fiscais dos mercados municipais e técnicos das unidades de educação do município, acrescentou Fernando Medina (PS).

"Todas estas pessoas, que vão ser testadas, estiveram e estão todos os dias na rua para manter Lisboa a funcionar", sublinhou o chefe do executivo municipal.

Na sexta-feira, o presidente da Câmara de Lisboa já tinha anunciado que em 31 de março iria iniciar-se um plano de testagem em massa gratuito, destinado aos residentes das freguesias do concelho com mais de 120 casos de covid-19 por 100 mil habitantes.

Em conferência de imprensa nos Paços do Concelho, o presidente da autarquia, Fernando Medina, adiantou que as dez freguesias inicialmente abrangidas pelo plano municipal de testagem são Ajuda, Alvalade, Arroios, Estrela, Marvila, Olivais, São Vicente, Santa Clara, Santa Maria Maior e Santo António.

Os residentes maiores de 16 anos nestes territórios, que registam mais de 120 casos de infeção por 100 mil habitantes, poderão agendar telefonicamente um teste rápido antigénio numa das mais de 100 farmácias do concelho que já aderiu ao plano de testagem, informou o autarca.

PUB

Cada munícipe poderá fazer dois testes por mês, referiu o presidente da Câmara, acrescentando que o quadro das freguesias abrangidas será atualizado quinzenalmente, de acordo com a evolução do número de infetados com o novo coronavírus, e vai estar disponível nos sites e redes sociais do município e da Associação Nacional de Farmácias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG