Alverca

Cartaz na A1 para encontrar idoso desaparecido 

Cartaz na A1 para encontrar idoso desaparecido 

Família lamenta falta de investigação e lançou petição para que procedimentos das autoridades em caso de desaparecimento sejam alterados

A família de José Silva colocou um cartaz na autoestrada do Norte (A1), em Alverca, para tentar obter notícias sobre o seu desaparecimento. O idoso, de 73 anos, sofre de demência e foi visto pela última vez em setembro do ano passado.

Após alguns dias de busca, "a polícia não fez mais nada", pelo que as filhas procuraram ajuda junto de um escritório de advogados, conta João de Sousa, colaborador do referido escritório.

Há dias, conseguiram que lhes cedessem gratuitamente, durante um mês, um outdoor na autoestrada e mandaram fazer o cartaz com a foto e o apelo. Também está a ser preparada uma "mega busca" com populares, acrescenta João Sousa.

No seguimento destas iniciativas, João de Sousa e a família lançaram uma petição online, que pretende ver discutida em sede de Assembleia da República (AR) a forma como se investigam os desaparecimentos.

Várias pessoas, "saudáveis mental e fisicamente ou com patologias do foro psíquico desaparecem em Portugal e a resposta do Estado e das entidades/autoridades responsáveis é maioritariamente insuficiente ou inexistente", pode ler-se no texto da petição.

"Esta petição pretende apresentar experiências vividas, facultar aos decisores hipóteses de trabalho e sensibilizar a Assembleia da República para uma discussão real, científica e eficaz, da qual resultem propostas e/ou soluções que possam ofertar respostas céleres e profícuas nas investigações de pessoas desaparecidas: as Famílias e os Concidadãos das mesmas exigem-no!", conclui.

PUB

A petição já tem 1900 assinaturas, mas o objetivo é chegar à 7500 para ser discutida na AR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG