O Jogo ao Vivo

Transportes

Circulação na linha azul do metro de Lisboa já foi restabelecida

Circulação na linha azul do metro de Lisboa já foi restabelecida

A circulação na linha azul do Metropolitano de Lisboa foi restabelecida às 23 horas de quinta-feira, depois da derrocada que ocorreu na terça-feira no troço que atravessa a Praça de Espanha e que provocou quatro feridos ligeiros.

A linha azul, que liga as estações da Reboleira, no concelho da Amadora, e de Santa Apolónia, no concelho de Lisboa, esteve interrompida entre as estações das Laranjeiras e do Marquês de Pombal, na sequência do acidente de terça-feira, que provocou ferimentos ligeiros em quatro pessoas. Na altura, estavam cerca de 300 pessoas na composição.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (PS), disse na quarta-feira que o acidente decorreu de um "erro grosseiro" associado a uma empreitada da autarquia.

"Este problema que aconteceu decorre de uma obra da Câmara Municipal de Lisboa totalmente alheia ao túnel do metro (...). Isto decorreu de um problema que é uma obra da câmara, onde ocorreu um erro grosseiro, em que ocorreu uma perfuração na vertical do túnel do metro que não devia ter acontecido", vincou Fernando Medina.

Contudo, o autarca garantiu que os túneis do metropolitano "estão seguros e sem nenhum risco".

O autarca disse ainda que foi instaurado um inquérito para apurar "exatamente de quem é a responsabilidade do erro" ocorrido e para averiguar se terá sido um erro de conceção do projeto, da execução do projeto ou da fiscalização, ou até "uma combinação de fatores".

PUB

Horas depois do acidente, na terça-feira, a Carris anunciou que iria reforçar as carreiras que fazem os percursos Marquês de Pombal - Sete Rios e Arco do Cego - Sete Rios - Pontinha, para tentar minimizar os constrangimentos provocados pelo acidente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG