Lisboa

Colisão mata irmã de Nuno Janeiro

Colisão mata irmã de Nuno Janeiro

Ana Rita Janeiro, irmã do actor e modelo Nuno Janeiro, morreu, esta quinta-feira de manhã, vítima de uma aparatosa colisão, entre a scooter onde seguia e um automóvel, junto ao Jardim Zoológico, em Lisboa.

O acidente ocorreu pelas 10.30 horas, na Praça Marechal Humberto Delgado, quando a maquilhadora e manequim circulava no veículo motorizado e foi colhida por um outro veículo ligeiro.

O corpo de Ana Rita Janeiro, de 32 anos (de acordo com a informação do nascimento fornecida pelas autoridades), ficou preso debaixo do veículo, tendo sido apenas retirado após a intervenção das equipas de socorro.

Apesar do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa ter enviado para o local quatro viaturas e 16 elementos, uma ambulância que se deslocava para o Hospital de Santa Maria, dando conta do episódio, acabou por parar no local do acidente. Com o auxílio de um macaco hidráulico da ambulância e de um outro, propriedade do condutor da viatura envolvida no acidente, conseguiu-se atingir uma altura que permitiu a retirada da vítima.

O INEM ainda tentou a reanimação mas os esforços revelaram-se infrutíferos, tendo em conta que o impacto do acidente provocou várias lesões irreversíveis.

O corpo foi transportado para a morgue do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

A notícia da morte da jovem está já a provocar uma reacção generalizada de consternação de amigos e colegas de trabalho nas redes sociais, como é o caso da relações-públicas Helga Barroso.

A última vez que Ana Rita Janeiro tinha sido notícia deveu-se à detenção de que foi alvo por ser porteira ilegal de uma discoteca, em 2009.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG