Lisboa

Estátua de Mário Soares no Campo Grande foi vandalizada

Estátua de Mário Soares no Campo Grande foi vandalizada

A estátua de homenagem a Mário Soares, no jardim no Campo Grande, em Lisboa, foi vandalizada por um grupo de jovens, disse fonte da Câmara Municipal.

De acordo com a autarquia, a estátua de homenagem a Mário Soares, colocado no jardim do Campo Grande e inaugurado em 25 de abril, foi danificado por volta das 05.30 horas desta quinta-feira, por jovens que se "agarraram à peça escultórica em acrílico com a figura de Mário Soares".

"Dada a fragilidade do material, a peça partiu-se", explicou a fonte da Câmara.

Os jovens, "com idades entre os 18 e os 20 anos", foram intercetados pela Polícia Municipal (PM), "que estava a fazer a ronda no jardim", segundo a autarquia.

A ocorrência foi, entretanto, remetida ao Ministério Público.

Esta estátua contém um perfil sobre o histórico socialista, e está localizada junto ao lago da zona sul do jardim.

Na altura da inauguração daquele espaço verde, a 25 de Abril, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, apontou que, na estrutura, "está sintetizado, na forma do possível, o que é o incrível trajeto de Mário Soares ao longo de tantas e tantas décadas", elencando que aquela informação "servirá às novas gerações, às atuais gerações" e a quem visita Lisboa.

O Jardim de Mário Soares foi inaugurado no dia 25 de abril, data que comemora a Revolução dos Cravos, e na inauguração estiveram presentes o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa, o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

O jardim sofreu obras profundas e agora conta com 700 árvores, um sistema de rega renovado e mobiliário urbano novo, um percurso central, bem como soluções naturais de bacias de retenção. A requalificação custou cerca de 1,5 milhões de euros, disse fonte da Câmara Municipal.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG