Santos populares

Festas de Lisboa vão ter marcha infantil pela primeira vez

Festas de Lisboa vão ter marcha infantil pela primeira vez

Crianças de escolas da capital desfilarão ao lado das coletividades tradicionais na noite de Santo António.

A Avenida da Liberdade vai voltar a receber as Marchas Populares às quais se vão juntar, pela primeira vez, 700 crianças de escolas de Lisboa. Após dois anos de paragem, devido à pandemia, outra novidade do programa das festas de Santo António, apresentado ontem, são as atuações de Casas Regionais, com ranchos folclóricos, tunas e fado. O espetáculo "Cheira a Lisboa" assinalará os 100 anos do recinto de teatros de revista Parque Mayer. As festas arrancam a 28 de maio e decorrem até 30 de junho.

Os marchantes regressam à Avenida da Liberdade, no próximo dia 12 de junho, depois de dois anos muito duros. "O custo emocional de não ter havido marchas populares foi muito superior ao custo económico, sabemos que tem sido difícil. Já visitamos ensaios e agora é comovente ver o entusiasmo dos marchantes, ensaiadores, coreógrafos e músicos", disse a presidente da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), Joana Gomes Cardoso, ontem, na apresentação da programação, na Casa do Concelho de Tomar, em Lisboa. Às tradicionais marchas vão juntar-se 700 crianças de 23 escolas primárias e pré-escolar, no desfile pela Avenida da Liberdade.

A Casa do Minho, a Casa do Povo da Nespereira ou a de São Pedro de Alva são algumas das coletividades que também vão atuar, pela primeira vez, nas Festas de Lisboa. "Este ano, demos destaque à inclusão do associativismo. Estas coletividades são extremamente importantes porque lembram aqueles que vieram para Lisboa nos anos 50/60 trabalhar à procura de uma vida melhor e que hoje fazem parte da cidade", salientou o vereador da Cultura, Diogo Moura.

Tito Paris nos concertos

Além dos habituais arraias, e dos noivos de Santo António, que aguardavam desde 2020 para casar, haverá ainda concertos. Tito Paris é um dos artistas que atuará num espetáculo no jardim da Torre de Belém.

A celebração do centenário do Parque Mayer encerrará as festividades. A Orquestra Metropolitana de Lisboa acompanhará vários artistas que recriarão 22 temas clássicos da música popular.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG