Lisboa

Esquadra da PSP no Largo do Rato volta a abrir à noite

Esquadra da PSP no Largo do Rato volta a abrir à noite

A 22.ª esquadra da PSP, situada no Largo do Rato, junto à sede do PS, em Lisboa, vai voltar a funcionar ininterruptamente, depois de ter sido anunciado que iria encerrar entre a meia-noite e a oito da manhã, o que, efetivamente aconteceu durante dois dias desta semana, revelou ao JN o presidente da Junta de Santo António, Vasco Morgado.

O retomar do horário normal daquela esquadra foi confirmado menos de 24 horas depois do JN ter avançado com a notícia do encerramento noturno. Vasco Morgado contou que, na manhã desta quinta-feira, foi informado por um responsável policial da medida, mas confirmou que o encerramento durante duas noites desta semana aconteceu mesmo

Quarta-feira, o presidente da Junta de Freguesia de Santo António (JFSA) revelou que o encerramento noturno lhe foi comunicado, "informalmente e por telefone" por um responsável da PSP. O autarca reagiu com indignação, afirmando que "até as lojas de conveniência têm horário mais alargado que a PSP" e exigiu que a esquadra em questão se mantivesse aberta 24 horas por dia.

Em comunicado, a PSP adiantou, por seu turno, que "a esquadra em questão não irá encerrar em qualquer período, mantendo o atendimento ao público em permanência".

No entanto, o autarca garante que esta esteve mesmo encerrada durante duas noites, conforme a foto documenta, mas diz-se "satisfeito" por o bom senso ter feito com que a situação inicial fosse retomada, após a notícia ser publicada no JN. "Não podemos aceitar que se estabeleça um horário fixo para a segurança das pessoas e bens, não faz qualquer sentido encerrar uma esquadra durante a noite", disse.

A freguesia de Santo António, situada no eixo central da capital, tem cerca de 12 mil habitantes, mas movimenta diariamente mais de 200 mil pessoas, abrangendo, entre outras, a mais emblemática e movimentada artéria da capital: a Avenida da Liberdade. Ainda assim, nos últimos anos assistiu ao fecho das outras três esquadras que existiam no seu território: Rua das Taipas, Praça da Alegria, Santa Marta.