Turismo

Lisboa deverá receber 320 navios de cruzeiro este ano

Lisboa deverá receber 320 navios de cruzeiro este ano

Capital terá quase o triplo das embarcações que tinha em 2017 a passarem por Santa Apolónia.

O número de navios a atracar na capital continua a aumentar. Lisboa deverá receber 320 navios de cruzeiro este ano, mais 10 do que em 2019, segundo a Associação Internacional de Companhias de Cruzeiros (CLIA), e quase o triplo que em 2017, no Terminal de Cruzeiros, em Santa Apolónia. Há cinco anos, a cidade recebia menos de metade dos cruzeiros (115) que receberá em 2022 e já era a cidade europeia que mais navios de cruzeiro recebia, de acordo com um estudo da Federação Europeia dos Transportes e Ambiente, divulgado em 2019.

Em 2017, Lisboa ocupava o sexto lugar entre as cidades europeias mais expostas à poluição dos navios de cruzeiro. As contas deste estudo, mostravam que os navios que passaram pela capital libertaram 3,5 vezes mais óxidos de enxofre que os 375 mil automóveis que diariamente circulam na cidade.

A diretora da CLIA para a Europa, Marie-Caroline Laurent, disse à Lusa que espera "eliminar todas as emissões nos portos" de escala na Europa até 2030, através, entre outras medidas, do investimento ao nível da eletrificação, já em curso em alguns portos, e da adaptação dos navios mais antigos. No Porto de Lisboa, contudo, a primeira fase do investimento na eletrificação só "será por volta de 2024/2025", sendo o objetivo poder "conectar os navios, provavelmente, em 2028".

Quebra nos passageiros

Ao contrário do número de navios, que cresce, o de passageiros, que em 2019 foi de cerca de 500 mil, deverá diminuir para 450 mil este ano. Apesar da quebra, Marie-Caroline Laurent, disse que as perspetivas para o verão "são muito boas" e que a meta é "voltar aos números de 2019 até ao final do ano". Salientou ainda que tem havido "uma aposta no desenvolvimento do Porto de Lisboa, no sentido de dar mais possibilidades de os portugueses embarcarem e fazerem um cruzeiro Lisboa-Lisboa", uma vez que "há cada vez mais portugueses interessados em fazerem cruzeiros".

"Podem embarcar em Lisboa, fazer um passeio pelo Mediterrâneo, por exemplo, onde conhecem vários países, e regressar novamente a Lisboa", frisou.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG