Covid-19

Medina pede mais recursos e rapidez no terreno para combate à pandemia

Medina pede mais recursos e rapidez no terreno para combate à pandemia

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, diz que é "necessário suprir as falhas que estão a impedir, na região de Lisboa e Vale do Tejo, de testar, informar rapidamente a pessoa do resultado, rastrear os contactos e assegurar que há condições para que o confinamento seja cumprido".

"É preciso agir com rapidez. O tempo é um fator crítico, podemos evoluir para situações piores", afirmou esta manhã de quinta-feira na reunião pública do município.

"Este trabalho tem de ser mais rápido e tem de haver mais recursos no terreno. Sei que há diferenças significativas nas capacidades de resposta e de comunicação. Estamos a falar de uma população de quase um milhão que vive nas 19 freguesias (com maior incidência de novos casos) e temos de ter a certeza que está a funcionar tudo bem", reforçou o líder da autarquia lisboeta.

O autarca esclarecia, assim, as críticas que fez às autoridades de saúde, no início desta semana no seu espaço de comentário político na TVI24, sobre a forma como a pandemia está a ser gerida na Área Metropolitana de Lisboa. Medina disse que ficou surpreendido com as reações às suas declarações e reafirmou que não pretendia visar o Governo, mas as chefias que coordenam a atuação no terreno.

"Sabemos quanto é importante haver boas chefias nos sítios certos. Vi muito ruído sobre as minhas declarações, mas vi muito pouca discordância sobre a substância das minhas declarações. Aquilo que quis transmitir foi um sentimento de urgência. Disse o que era para ser dito", sublinhou ainda.

Outras Notícias