Resultados

Metro de Lisboa agrava prejuízo para 57 milhões de euros em 2020

Metro de Lisboa agrava prejuízo para 57 milhões de euros em 2020

O Metropolitano de Lisboa registou 57,1 milhões de euros de prejuízo em 2020, valor que compara com um resultado líquido negativo de cerca de 16,9 milhões de euros apurados em 2019.

De acordo com a informação remetida à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o volume de negócios fixou-se em 67,5 milhões de euros, abaixo dos 120 milhões verificados no ano anterior.

Por sua vez, os rendimentos operacionais caíram para 114 milhões, quando, em 2019, tinham sido de 159,2 milhões de euros.

PUB

Já os gastos operacionais passaram de cerca de 149 milhões em 2019 para 147 milhões no ano seguinte.

Neste período, o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) foi negativo em 6,6 milhões de euros, sendo que, em 2019, tinha sido positivo em 38 milhões.

O resultado operacional do Metro caiu para 32,7 milhões de euros negativos, contra 10,2 milhões de euros de 2020.

Em 2020, o grupo Metropolitano de Lisboa contratou 203,8 milhões de euros de dívida e amortizou 274,7 milhões.

Citado no documento, o presidente do Metropolitano de Lisboa, Vítor Manuel Domingues dos Santos, indicou que, neste período, marcado pela pandemia de covid-19, foram transportados 90,6 milhões de passageiros, menos 93,2 milhões de passageiros face a 2019.

"Respondendo às necessidades de reforço do efetivo verificadas em 2020, o Metropolitano de Lisboa reforçou o quadro de pessoal com 27 profissionais, através da admissão de nove agentes de tráfego, três oficiais eletromecânicos, dois técnicos de eletrónica, seis oficiais de vila, dois oficiais eletricistas e cinco técnicos superiores", apontou Domingues dos Santos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG