País

Metro de Lisboa vai ganhar 30 estações até 2020

Metro de Lisboa vai ganhar 30 estações até 2020

O Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa é para concretizar até 2020.

Trinta novas estações e a criação de uma linha circular foram algumas das novidades apresentadas hoje pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, para o Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa a concretizar até 2020.

Ramada, Bons Dias (Odivelas), Benfica, Amoreiras, Alcântara e Aeroporto serão algumas das novas estações que farão parte da linha de metropolitano até 2020, um acrescento de 29 quilómetros, que corresponde a um investimento de cerca de 2,5 mil milhões de euros.

Uma das principais novidades deste plano de expansão da rede do metro, hoje apresentado em Odivelas, diz respeito à criação de uma linha verde circular, que integrará parte do actual traçado da linha amarela entre o Campo Grande e o Rato.

A estação do Rato será ligada ao Cais do Sodré através de uma extensão que criará duas novas estações em São Bento e em Santos.

De acordo com Ana Paula Vitorino, a criação desta linha circular irá "melhorar a qualidade do serviço actual", uma vez que "reduzirá drasticamente os tempos de espera".

Também a linha vermelha, a mais recente, irá sofrer algumas alterações, criando um conjunto de novas ligações.

PUB

Além da expansão entre o Oriente e o Aeroporto, a linha será expandida até ao Campo Grande, onde daí ligará ao Hospital Amadora-Sintra. A mesma linha fará ainda a ligação entre a estação de São Sebastião (recém-inaugurada) e Alcântara.

Por seu turno, na linha azul, que actualmente liga a estação de Santa Apolónia à Amadora Este, nascerão duas novas estações Uruguai e Benfica, estando ainda em estudo uma estação intermédia entre o Terreiro do Paço e Santa Apolónia (Alfama).

A linha amarela irá concretizar a ligação do Metropolitano de Lisboa às periferias da cidade, criando oito novas extensões que servirão os concelhos de Odivelas e de Loures, num total de 8,4 quilómetros.

Em declarações aos jornalistas no final da apresentação, Ana Paula Vitorino esclareceu que ainda poderão existir "pequenas alterações ao actual plano de expansão", decorrentes de reuniões que se mantém com os municípios que irão ser abrangidos.

A secretária de Estado criticou ainda a intenção do PSD em querer "suspender os grandes investimentos públicos", garantindo que "se o PS ganhar as eleições o plano de expansão da rede do metropolitano de Lisboa vai mesmo avançar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG