Habitação

PSP despeja 14 pessoas que ocupavam imóvel em Lisboa

PSP despeja 14 pessoas que ocupavam imóvel em Lisboa

Catorze pessoas foram, esta sexta-feira, despejadas de um imóvel em Lisboa pela PSP, que alega tratar-se de ocupação ilegal, tendo-as encaminhado para a esquadra da Penha de França, disse à agência Lusa a associação Habita.

O despejo do imóvel, com intervenção de agentes da PSP, teve início às 8.25 horas, na Rua da Verónica, perto da Feira da Ladra. "A PSP não trouxe mandato e arrombou a porta sem explicar o motivo. A rua foi cortada e não deixaram sequer a advogada chegar perto da habitação", relatou à agência Lusa Sara Fernandes, da associação Habita, que esteve presente no local.

Seguidamente, as 14 pessoas que se encontravam a viver no edifício há alguns meses foram encaminhadas para a esquadra da Penha de França, onde ainda se encontram neste início de tarde. "Estão a ser identificadas e a polícia diz que o processo de identificação pode levar horas", contou Sara Fernandes.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis) disse apenas que foi cumprido uma ordem de despejo de um edifício "ocupado indevidamente". Segundo a mesma fonte, as 14 pessoas que se encontravam na habitação "não ofereceram resistência".

Segundo a advogada, as 14 pessoas detidas vão ser constituídas arguidas. Destas, apenas sete pernoitavam no edifício. "Estamos a aguardar à porta da esquadra. Estavam a ser identificados e revistados, e vão ser constituídos arguidos", explicou a defensora dos 14 detidos, referindo que estes são suspeitos dos crimes de introdução em espaço vedado ao público e desobediência.

No entanto, Ana Silva ressalvou que no imóvel pernoitavam sete pessoas e que as restantes sete que foram detidas tinham ido "dar apoio e ajudar a resistir a um eventual e previsível despejo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG