O Jogo ao Vivo

Lisboa

"Vacinar não resolve o problema mas é uma ajuda essencial", diz médico vacinado no Curry Cabral

"Vacinar não resolve o problema mas é uma ajuda essencial", diz médico vacinado no Curry Cabral

O Curry Cabral, em Lisboa, foi um dos cinco hospitais que, este domingo, começou a vacinação contra a covid-19. Deve vacinar 800 profissionais de saúde até ao fim do dia.

Às 10.30 em ponto, foi vacinado o professor Fernando Noledo, de 68 anos, no Hospital Curry Cabral, em Lisboa. O coordenador da Área das Medicinas, de 68 anos, fez questão de sublinhar que "vacinar não resolve o problema mas é uma ajuda essencial neste momento".

Visivelmente bem disposto, deixou uma mensagem àqueles que possam ter algum receio de receber a vacina contra a covid-19: "Teria mais receio em ter a doença do que ser vacinado".

"Isto não é o fim, não é sequer o princípio do fim. É o fim do princípio. É apenas um dos pequenos passos que temos de dar. Há medidas ainda mais importantes que a vacina. Ela veio dar-nos alguma paz e sossego", acrescentou.

A vacinação no Hospital Curry Cabral decorre dentro do ritmo previsto, sendo que, ao longo do dia de hoje, deverão passar por esta unidade de saúde lisboeta cerca de 800 profissionais de saúde. Pedro Soares Branco, diretor clínico, considerou que "o dia de hoje é muito simbólico para o país", destacando também a importância da vacinação dos profissionais de saúde: "No limite, se houver um surto num hospital este pode ficar paralisado"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG