Mercado

Trabalhadores dos mercados municipais de Oeiras pretendem fazer greve no Natal e Ano Novo

Trabalhadores dos mercados municipais de Oeiras pretendem fazer greve no Natal e Ano Novo

Os trabalhadores dos mercados municipais de Oeiras pretendem marcar greve para a véspera de Natal e de Ano Novo, como resposta "à intimidação, coacção e ameaças de que foram alvo" através de "convocatórias ilegais e de ameaças verbais".

Um comunicado do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades de Fins Públicos (SINTAP) divulgado este sábado refere que os funcionários dos mercados de Oeiras decidiram solicitar ao secretariado nacional a marcação de greve para os dias 23, 24, 30 e 31 de Dezembro.

Na reunião em que fizeram o balanço da greve ao trabalho extraordinário, os trabalhadores decidiram "repudiar a intimidação e coacção de que foram alvo, sobretudo nos dias 28 de Outubro, sexta-feira e 31 de Outubro, segunda-feira, através de convocatórias ilegais e de ameaças verbais".

A recusa da recepção de "quaisquer convocatórias que tenham por objectivo a prestação de trabalho extraordinário" foi outra das medidas aprovadas.

Os trabalhores vão participar as "violações" ao Ministério Público, Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público, Inspecção-Geral da Administração Local, Inspecção-Geral de Finanças, Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e à Autoridade para as Condições de Trabalho.

ver mais vídeos