Exclusivo

Percebem que vítima mortal era colega ao verem os filhos

Percebem que vítima mortal era colega ao verem os filhos

A permanente disponibilidade para ajudar o próximo acabou por revelar-se fatal para Catarina Pedro, de 31 anos, bombeira nos Voluntários de Carnaxide, Oeiras, quando, sábado à noite, em plena A5 (autoestrada que liga Cascais e Lisboa), saiu do seu automóvel para auxiliar o condutor de um outro veículo, que se havia imobilizado na faixa do meio, alegadamente devido a uma avaria.

Quando estaria a colocar o triângulo de sinalização, um terceiro carro embateu violentamente no seu, atirando-o para a berma, e arrastando-a contra o primeiro veículo. Ficou entalada entre os dois automóveis e faleceu no local.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG