O Jogo ao Vivo

Sintra

Andar de costas 24 horas para angariar comida, roupas e brinquedos

Andar de costas 24 horas para angariar comida, roupas e brinquedos

O atleta Etrom de Souza, de 43 anos, vai passar 24 horas a andar de costas sem parar em Sintra, com o objectivo de angariar alimentos, roupas e brinquedos para ajudar quem mais precisa.

Recordista de marcha invertida, Etrom de Souza já fez esta prova no Rossio, em Lisboa, para ajudar a Santa Casa da Misericórdia de Sintra e já praticou o mesmo desporto durante 30 horas sem parar, sob temperaturas negativas na Alemanha.

Esta quinta-feira, a missão é angariar alimentos, roupas e brinquedos para que o Complexo Social Marinel (que pertence ao Exército de Salvação, um movimento internacional de um ramo evangélico da Igreja Cristã) da praia da Maçãs, em Sintra, distribua junto dos mais carenciados.

"Sou recordista de marcha invertida e estou a usar o desporto para consciencializar as pessoas de que todos podem fazer a sua parte, trazendo uma roupa, um brinquedo. É muito importante na fase que estamos a passar agora. Se todo o mundo se mobilizar, se toda a gente fizer um pouco, o mundo podia estar bem melhor", explicou Etrom de Souza à agência Lusa.

A prova começou pelas 11.00 horas e meia hora depois já algumas pessoas tinham deixado alguns bens junto ao ponto de partida, mas como a prova tem 24 horas, "muitas pessoas dizem que vão passar por cá depois do trabalho".

Durante as 24 horas de prova, a maior preocupação de Etrom de Souza, depois da solidariedade, vai ser o frio: "Espero aguentar. Já vi que de madrugada vai fazer muito frio aqui", confessou.

O atleta, que já representou Portugal numa prova de marcha invertida no Rio de Janeiro, Brasil, admite que "o seu maior sonho" é entrar no livro de recordes mundiais Guinness, marchando de costas durante mais de 24 horas, à roda de um estádio de futebol.

PUB

Para já, a prova decorre na Avenida Heliodoro Salgado, em Sintra, até às 11.00 horas de sexta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG