Autárquicas

Capucho é candidato à Assembleia Municipal de Sintra

Capucho é candidato à Assembleia Municipal de Sintra

António Capucho aceitou o convite para ser cabeça de lista à Assembleia Municipal de Sintra pela coligação Vamos Curar Sintra (PSD, CDS, PPM, MPT, Aliança, PDR e RIR), liderada por Ricardo Baptista Leite, candidato à Câmara de Sintra, confirmou ao JN.

Esta não é a primeira vez que Capucho, antigo presidente da Câmara de Cascais, concorre à liderança da Assembleia Municipal de Sintra (AMS).Em 2013 perdeu quando avançou para a AMS na lista do candidato independente Marco Almeida, contra a lista oficial do partido, um apoio que lhe valeu a expulsão do PSD.

Ao JN, António Capucho diz, por escrito, que a decisão de aceitar o convite para encabeçar a lista à Assembleia Municipal de Sintra resulta "essencialmente do conhecimento pessoal" que tem do candidato à Autarquia, Ricardo Baptista Leite. "Nele reconheço elevadas qualidades pessoais e políticas, as quais vão favorecer uma gestão eficaz, coerente, dialogante e transparente do segundo maior concelho do nosso país", explica. Entre as qualidades do candidato à Câmara de Sintra, António Capucho destaca "a experiência adquirida enquanto autarca e deputado à Assembleia da República".

Para Capucho, "Sintra precisa de alguém com uma visão de futuro, que saiba atacar os múltiplos problemas que o PS foi incapaz de resolver nos últimos oito anos em que esteve à frente das autarquias locais do concelho".

"Ricardo Baptista Leite representa uma aposta certa para merecer o apoio dos sintrenses a uma equipa competente por ele liderada e a um programa que vai projetar Sintra para um futuro melhor", sublinha.

António Capucho foi presidente da Câmara de Cascais durante três mandatos, nas autárquicas de 2001, 2005 e 2009, mas acabou por renunciar ao mandato em 2011. Ricardo Baptista Leite, candidato à Câmara de Sintra, é atualmente deputado municipal em Cascais e já foi vice-presidente e vereador do mesmo concelho.

PUB

Em 2013, Capucho foi um dos principais apoiantes do candidato independente Marco Almeida, que ficou apenas a 1738 votos do PS. Cumpriu o seu mandato na Assembleia Municipal de Sintra até ao fim, entre 2013 e 2017.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG