Sintra

Cadela Naya é a ponte para a nova vida de irmãos autistas

Cadela Naya é a ponte para a nova vida de irmãos autistas

Chama-se Naya, é uma cachorra de raça Cão de Água Português, e foi entregue este sábado à família de Santiago e Francisco, dois irmãos autistas de 6 e 3 anos, respetivamente. A família de Sintra recebeu o cão de assistência graças à solidariedade de terceiros, depois de a mãe ter perdido o emprego após confirmar o diagnóstico do segundo filho.

Os dois irmãos, cuja história o JN contou na edição de 5 de novembro, receberam este sábado a cadela que irá agora ser treinada e certificada pelos profissionais especializados Associação Portuguesa de Cães de Assistência (APCA). O objetivo é que possa acompanhar os dois meninos na sua vida diária, contribuindo assim para a sua melhor integração no mundo que os rodeia, algo difícil para quem sofre de autismo.

Na sequência da notícia do JN, e de outras ações de solidariedade, João e Sara Camilo, 41 e 34 anos, respetivamente, conseguiram já angariar grande parte da verba necessária para a aquisição, treino e certificação do cão de assistência. Ainda faltam cerca de 1750 euros, mas a APCA decidiu avançar com a entrega do animal, esperando agora obter o resto da verba pela continuação da angariação de fundos.

A família de Sintra sofreu vários revezes em simultâneo. Inicialmente, já tinha até encomendado o cão à (APCA ) mas um novo imprevisto bateu-lhe à porta: Sara ficou desempregada. "Foi na altura que foi diagnosticado o autismo ao Francisco. Eu era assistente de loja, tinha tirado uma licença de seis meses, mas a empresa apercebeu-se que, com dois filhos com este problema, poderia estar muito
tempo de baixa, deixou acabar o último contrato e já não me admitiu nos quadros", contou Sara ao JN.

Reduzidos ao ordenado de João, que é funcionário do Casino do Estoril, o casal estava na iminência de cancelar a encomenda do cão de assistência, quando a APCA entrou em campo e começou a apoiar a família na angariação de fundos.

"O cão é treinado de forma a fazer a ponte entre estas crianças e o mundo que as rodeia", explicou
ao JN Rui Elvas, presidente da APCA, acrescentando que, por outro lado, "os meninos sentem-se menos sós e mais confiantes no dia a dia".

Este sábado foi, assim, um dia muito especial na vida da família Camilo. A pequena cadela Naya foi entregue durante a festa de aniversário de Santiago, que completou seis anos na quarta-feira. Agora só falta mesmo angariar a verba em falta para assegurar o treino e certificação do animal.

No final de março de 2016, o JN publicou uma reportagem sobre Miguel, um menino autista então com quatro anos, e o seu labrador, o Sinatra. A criança, que inicialmente se recusava a falar com os médicos, a comer as refeições no hospital ou a ir a uma sessão de cinema, passou a fazer tudo isso depois de ter o seu cão de assistência devidamente treinado. Inspirada na reportagem, a jornalista Mónica Menezes publicou em setembro deste ano o livro "Miguel e Sinatra, uma amizade especial".

ver mais vídeos