Repavimentação

Obras condicionam trânsito em Sintra durante um mês

Obras condicionam trânsito em Sintra durante um mês

Os trabalhos de repavimentação de parte da Avenida Heliodoro Salgado, junto ao Museu das Artes de Sintra, vai condicionar, durante cerca de um mês, o trânsito num dos principais acessos ao litoral sintrense

A circulação rodoviária na Avenida Heliodoro Salgado, no bairro da Estefânia, encontra-se desde esta segunda-feira condicionada no âmbito da empreitada de reabilitação de pavimentos na União de Freguesias de Sintra.

Os trabalhos, que "consistem no arranque da calçada grossa existente e a sua substituição por tapete betuminoso", têm uma duração prevista de um mês, com desvios de trânsito faseados, informou a autarquia.

O trânsito na Avenida Desidério Cambournac, a seguir à rotunda da estação ferroviária da Portela, passou a ser desviado para as ruas António Cunha (Escola D. Fernando II) e Ulysses Alves, em direção à Rua Tomé de Barros Queirós, nas traseiras do mercado, para ligar à rotunda de acesso ao Lourel e à Praia das Maçãs.

Este trajeto será mantido durante a segunda fase dos trabalhos em frente ao MU.SA, com a circulação do trânsito no sentido contrário assegurada através da via já repavimentada, entre a rotunda junto à Vila Alda-Casa do Elétrico de Sintra e a Avenida Desidério Cambournac.

A Câmara de Sintra adiou, entretanto, devido ao luto nacional de três dias decretado pela morte, no sábado, do antigo presidente da República Mário Soares, a consignação da empreitada de requalificação da Avenida Chaby Pinheiro, na sede da Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins.

As obras, que devem iniciar-se na quinta-feira, visam a reparação de pavimentos, ordenamento do estacionamento, criação de zonas de estar nos passeios, instalação de mobiliário urbano, manutenção do arvoredo e reforço da iluminação pública.

A empreitada inclui ainda a renovação das redes de saneamento básico e enterramento dos ecopontos de resíduos, em articulação com os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS).

A intervenção, com duração prevista de 12 meses, implica um investimento de 824700 euros (mais IVA) e vai obrigar a desvios de trânsito nas zonas envolventes.

Os SMAS informaram que, desde esta segunda-feira e até 24 de março, também estará cortado o trânsito na Calçada da Pena e Rua Serpa Pinto, devido a trabalhos de remodelação das redes de abastecimento de água e esgotos de São Pedro de Penaferrim.

O troço entre a entrada do Parque da Pena e o desvio para o Convento dos Capuchos e a vila de Sintra passa a ter dois sentidos, e os automobilistas proibidos de estacionar na via devem utilizar o parque da Tapada do Mouco, com "transfer" gratuito para as entradas dos jardins da Pena e do Castelo dos Mouros.